Sem categoria

COMO FUNCIONA UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA

A finalidade de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) é condicionar a água – através de processos físicos e químicos – para o consumo da população. Basicamente, ETA’s possuem as seguintes etapas de tratamento: 

  1. 1. Captação da água do corpo hídrico.
  2. Coagulação e Floculação: adição de produtos químicos para que as substâncias sólidas presentes na água se “aglomerem” e formem flocos. Os produtos mais utilizados nestas duas etapas, são: Sulfato de alumínio e o Cloreto férrico, pois, apresentam boa relação no custo-benefício.
  3. Decantação: por ação da gravidade, os flocos com as impurezas e partículas ficam depositadas no fundo do tanque de decantação, separando-se da água.
  4. Filtração – a água passa por filtros formados por carvão, areia e pedras de diversos tamanhos. Nesta etapa, as impurezas de tamanho pequeno ficam retidas no filtro.
  5. Desinfecção e fluoretação: adição de cloro ou hipoclorito de cálcio e adição de flúor na água.
  6. Distribuição à população: durante o processo ainda é contemplado ao tratamento a.

Os principais parâmetros que devem ser analisados antes da distribuição, são: turbidez, pH, coliformes (totais e fecais), odor e cor.

É importante salientar que estes parâmetros devem estar de acordo com a legislação ambiental vigente em cada estado, sendo que a legislação mais restritiva deve ser cumprida.

Além disso, salienta-se que, dependendo da qualidade de água captada, os tipos e quantidade de produtos químicos podem ser diferentes. Para isso, é fundamental que sejam feitos ensaios de Jartest, que é um importante instrumento para o correto cálculo da quantidade de produtos químicos, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *